Atletas de verdade!

O exemplo de um atleta, em muitos casos, está voltado para recordes, superação de limites, tempos estratosféricos. Mas temos outros exemplos, até mais marcantes e muito mais próximos. Pessoas “normais” que encaram a rotina de treino, rotina de trabalho e um convívio social intenso.

Na família CE+3 temos dois ótimos exemplos para ilustração: José Roberto Simas e Ricardo Cruz. Ambos se desdobram na rotina de treinos e na rotina da vida.

O último grande feito de Simas foi um “simples desafio”. 600K! Sim, foram 600 quilômetros pedalando nos chamados AUDAX. A prova aconteceu nos dias 26 e 27 de fevereiro e foi uma dureza para Zé Roberto. “Os 212km finais foram os mais difíceis. Eram grandes lombadas intercaladas com pequenas serras. Ali foi bem difícil”, explicou. Com 62 anos e um histórico de maratonas a pé, o atleta migrou para o ciclismo e “viciou” nas provas com essa distâncias chamadas de AUDAX.

Zé promete não parar nos 600k e quer adquirir o brevê de 1200k. “Agora irei rumo aos 1200k em agosto desse ano”, disse.

Aquathlon-Rio-2010-032

Nosso outro atleta é Ricardo Cruz. Prazer e necessidade foram duas palavras que fizeram Ricardo nunca parar de fazer uma atividade. Com início no judô, Ricardo abandonou os tatames aos 18 anos, mas sempre tentava engatar em um esporte, até que a rotina de trabalho, família, cigarro, interromperam essa fase. “Quando consegui parar de fumar em 2000 engordei 20kg rapidamente e nesse período voltei a malhar, nadar, fazer mergulho”, disse.

Com sede de esporte e depois de uma má fase, Ricardo ingressou nas corridas de rua (fez mais de 40 competições) e conheceu o triathlon, consequentemente a Equipe CE+3. “Vislumbrei o IRONMAN depois da notícia que poderia acontecer no Rio, mas depois de saber que não aconteceria fiz a inscrição para Florianópolis”, explicou. Com a inscrição feita era hora de dar início aos treinos, sentir o prazer dos “longos”, e completar o primeiro olímpico no Internacional de Santos. “Eu só tenho a agradecer a todos, desde os mecânicos da minha bike até o Neném que me dá um suporte incrível” conclui.

Vidas que amam o esporte e vivem o esporte. Exemplos de superação que fazem parte da Equipe CE+3.